Garota, eu vou pra Califórnia!

por Dulcineia Vitor

 

Hoje eu decidi ‘mudar de vida’, penso em lavar a cabeleira, sair ao vento e ouvir uma música libertadora… Tomar chuva, ver o mar…

O importante é a liberdade!

Libertar-se daquilo que lhe faz mal, esquecer aquilo que lhe foi inventado que seria bom, mas que de nada adianta, porque atrasa, machuca, encuca. A vida é muito mais do que pensamentos e ações, ela é cheia de surpresas, sejam boas ou más, e você tem que estar forte, preparada.

Daí você bate no peito e diz: “manda mais uma, irmã”, porque é assim mesmo. Não é porque você está mais fraca que a vida vai lhe poupar. A vida vai mandando os problemas, as situações, uma atrás da outra. Porém, mostra as soluções também, manda novos amigos, lembra você dos velhos, lhe enche de risos, de abraços e beijos bons demais.

Aprendi que não devemos provar nada à ninguém, você é o que é, acreditem ou não. Aprendi que devemos confiar nos olhos de uma pessoa, eles dizem mais que as palavras conseguem explicar. Aprendi que a culpa nada mais é que não saber o que quer, que não assumir o controle de suas vontades. Aprendi que um grande amor deve ser preservado, seja lá de que forma for, ele deve sempre ser cuidado. Aprendi que é muito mais gostoso dizer não e por isso tomar um tapa da vida, do que dizer muito sim e por isso nunca agradar a si mesma.

É essencial ter foco – isso eu sempre digo, vivo a repetir que planejar-se é o ideal. Mas nem sempre dá, não é? A vida vem, lhe atropela e PUF cadê sua vida dos sonhos? Para tanto, é necessário tirar uma força lá de dentro, do fundo da alma, do lado esquerdo do peito e erguer o castelo que sempre quis. Com foco fica mais fácil, porque você se distrai menos.

Uma vez que a vida não vem com manual de instruções e é curta demais, aproveite! Siga o coração e ‘mude de vida’ a cada segundo que lhe convier, porque ter uma ‘vida nova’ dentro da ‘vida velha’ é a melhor coisa que existe.

Ah, como vou pra Califórnia? Devo ir de bike, assim o vento beija melhor meus cabelos.

Anúncios

Look de avião!

por Dulcineia Vitor

Sim sim, vamos nos preparar pra viajar. Afinal, janeiro tá aí, tempo de viagem, férias, visita aos parentes… Bora?!

Vamos começar com as oscilações de temperatura do aeroporto e avião, eles nunca estão em sintonia; e durante a viagem mesmo o avião pode perder e ganhar temperatura. Portanto, hidrate-se.

As roupas devem ter estilo, porque você deve chegar na cidade destino mostrando quem é. Não importa se é outro país ou estado vizinho, o que importa é causar boa impressão sempre. Descarte tecidos que amassem facilmente: 30 minutos sentada já é o bastante para maçarocar qualquer look.

O ideal é usar roupas em camadas, jaqueta-camiseta-regata, para que possa utilizar-se delas dependendo da temperatura. Use sempre calça, saias para nós mulheres é um horror para o, muitas vezes, gelo do avião, as pernas congelam e sentimos um frio de quase quebrar.

As calças devem ser de malha ou jeans, larguinho e sem strech. Os sapatos devem ser baixos e já laceados, nada de estrear o sapato que ganhou de uma tia distante no Natal… Vai que seu pé não se acostuma. Atente-se para sapatos que você possa calçar, descalçar e calçar de novo, porque em longas viagens é natural deixarmos os pés livres para mexer, mas por estarmos sentadas eles podem inchar, portanto, um sapato confortável nunca pode ser dispensado.

Cabelos sem penteados complicados, por favor! Use algo que dê para ajeitar assim que desencostar do banco: um reparador de pontas ou leave-in é sempre bom ter a mão.

E atenção, mexer as pernas, mesmo sentada, e esticar as panturilhas é lei para quem viaja de avião. Para viagens longas, é sempre bom usar meias elásticas, elas ajudam o sangue a circular e evitam qualquer desconforto da viagem aérea.

Pode ser meio clichê, mas seu estilo, diz muito sobre você! Arrase e uma ótima viagem!