Acessórios sim, acessórios não

especial moda por Mirel G.

São tantos nós, nós de cá, nós de lá e a moda vai se construindo.

A moda da Europa parece estar acessível em qualquer fast-fashion: peles, pêlos… Que breguice! Onde você mora? Num País Tropical? Então! Como imaginar um cachecol de feltro e lã, uma falsa pele, e outros acessórios do gênero à beira-mar? Como usar?

Por mais rigoroso que seja esse inverno, essa moda não cabe. O que há de novo? Aqui, acolá, coisas interessantes sim, até bonitinhas, necessárias, todavia  que esses artigos sejam bem avaliados. Os estilismos de outros continentes (para não dizer hemisférios) podem vir a conquistar a simpatia, mas com moderação.

Os acessórios sensacionais que Florença, a número 1 em finesse lança no lindo campo florido da moda atendem o gosto de muitos, mas nós que vivemos no País Tropical, que enfrentamos, em um único dia múltiplas temperaturas, não podemos usar peles, lãs pesadas e botas de andar na neve? Como? Não dá!

Meu conselho é: apurem as vistas. Escolham com discernimento. Moda é sim algo a ser analisado, e seguido, claramente, mas sem destrambelhamentos. Aqui é o País Tropical e vocês são as ‘morenas tropicanas’. Escolham peças quentinhas, confortáveis, não aquelas que vão fazer-lhe parecer um esquimó a beira-mar.

Nada de estapafúrdio para este inverno, ok?! Tenham juízo!

Look de avião!

por Dulcineia Vitor

Sim sim, vamos nos preparar pra viajar. Afinal, janeiro tá aí, tempo de viagem, férias, visita aos parentes… Bora?!

Vamos começar com as oscilações de temperatura do aeroporto e avião, eles nunca estão em sintonia; e durante a viagem mesmo o avião pode perder e ganhar temperatura. Portanto, hidrate-se.

As roupas devem ter estilo, porque você deve chegar na cidade destino mostrando quem é. Não importa se é outro país ou estado vizinho, o que importa é causar boa impressão sempre. Descarte tecidos que amassem facilmente: 30 minutos sentada já é o bastante para maçarocar qualquer look.

O ideal é usar roupas em camadas, jaqueta-camiseta-regata, para que possa utilizar-se delas dependendo da temperatura. Use sempre calça, saias para nós mulheres é um horror para o, muitas vezes, gelo do avião, as pernas congelam e sentimos um frio de quase quebrar.

As calças devem ser de malha ou jeans, larguinho e sem strech. Os sapatos devem ser baixos e já laceados, nada de estrear o sapato que ganhou de uma tia distante no Natal… Vai que seu pé não se acostuma. Atente-se para sapatos que você possa calçar, descalçar e calçar de novo, porque em longas viagens é natural deixarmos os pés livres para mexer, mas por estarmos sentadas eles podem inchar, portanto, um sapato confortável nunca pode ser dispensado.

Cabelos sem penteados complicados, por favor! Use algo que dê para ajeitar assim que desencostar do banco: um reparador de pontas ou leave-in é sempre bom ter a mão.

E atenção, mexer as pernas, mesmo sentada, e esticar as panturilhas é lei para quem viaja de avião. Para viagens longas, é sempre bom usar meias elásticas, elas ajudam o sangue a circular e evitam qualquer desconforto da viagem aérea.

Pode ser meio clichê, mas seu estilo, diz muito sobre você! Arrase e uma ótima viagem!

Maiôs

especial moda por Mirel G.

Por que olhar para trás? Ou melhor, olhar pra trás, mas por quê?

Se é para rememorar o perdido ou o não conseguido, esqueçam! Mas para falar de moda… Aí sim, vale a pena e MUUUUITO! Fala-se ao vestir novamente um modelo já esquecido; que isso ou aquilo ficava tão bem, ressaltava tais características, enriquecia tanto a figura… E mais, mais, mais… O fato é que o maiô é muito mais que uma peça que vai e volta! É um clássico.

O maiô, talvez até mais que outros itens do vestuário, não vale apenas ser vestido novamente, e sim, RECONSIDERADO!

Em tempos passados, onde se ia “tudo muito bom, tudo muito bem”, o maiô seria uma peça para as mais recatadas tomarem seu banho de sol. Em tempos presentes, todos sabem que ele serve como peça complementar em qualquer look.

Afinal, quem nunca colocou uma saia, pantalona, short jeans, por cima do maiô e saiu pronta para brilhar?

Nada mais valoriza melhor o corpo de que maiô. Ele dá forma, pode esconder qualquer ponto fraco (escolhendo-se bem o modelo) e dá elegância… Cortes, recortes e decotes próprios para cada tipo de corpo, uma peça altamente democrática, do ultra-chique ao básico, um look próprio para praia, piscina, passeios ao ar livre, ou reuniões sociais.

Trajes de banho, são trajes de banho. O maiô é o maiô. Não pode ser colocado no mesmo nível de peças que servem apenas para cobrir as ‘vergonhas’ no passeio. E ser clássico, não é ser brega. É ter sofisticação, é ter capacidade de receber olhares de admiração. ‘Vambora’ montar um look com maiô?! Boa sorte, vai ficar ótimo!

E quem pensar como eu, que me siga!