Gema Mole

por Dulcineia Vitor

São os detalhes. Cada detalhe!

Quando a luz do sol bate nos olhos e revelam nova cor, quando os óculos escorregam pelo nariz e com uma careta é ajeitado, quando aquela gargalhada sonora é solta e revela uma respiração infantil e feliz.

Os detalhes compõem tudo, revelam muito. É aquele jeito especial da melhor amiga de pôr a mesa do café, a ‘mania’ de organização de alguém, o jeito de passar a marcha no carro… É como seu amigo sorri e aperta os olhinhos, como sua mãe passa manteiga no pão, é como alguém marca sua vida com cada pedacinho da existência.

Tem o jeito de soltar o cadeado da corrente da bicicleta, o jeito de prender a camiseta no cinto, tem o sotaque, a voz de menino, o jeito tímido e bem humorado… Tem a maneira de apresentar o mundo, tem a decoração da casa e o perfume.

A maneira que se prepara os ingredientes para um grande prato, como se chega perto para falar baixinho e como franze a testa para brigar. A maneira que chora e enxuga o nariz, que chega em casa e joga a bolsa no sofá, o hábito de beber água na temperatura ideal, de experimentar o tempero, de gesticular numa explicação.

Enriquece cada mínimo detalhe.

Papai gostava de ovos no café da manhã, cada dia um diferente. Os fritos com a gema mole, tipo preferido dele, me incomodavam e um dia ele disse: “vem filha, vê como com a casquinha do pão fica ótimo”, sem querer muito, experimentei.

Ahhhhh, pai.

Quando a saudade aperta o peito: ovos fritos com a gema mole, casquinha do pão francês levemente molhada nela e pronto, papai está lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s